sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

O Padrão e o Diferentão


   Ser diferente é o que há, muitas pessoas buscam seguir o mesmo padrão, querem fazer da maneira que todos fazem por uma maior segurança, se deixam guiar pelos padrões impostos. A pergunta que mais tenho me feito ultimamente é: Por que temos que seguir um mesmo padrão se o sucesso esta no diferencial?

   Um exemplo disso é o curso que faço na Faculdade, todas as vezes que olho para os lados vejo sempre mais do mesmo, pessoas iguais, o mesmo padrão, cabelinho “lambidinho” com gel, camisa polo e sapatinho social, eu sou o único que vai com camisa de banda, boné e tênis, sinto como se eu não tivesse que estar ali, mas afinal mereço aprender como todos. A própria instituição de ensino prega um mesmo padrão, siga-os e quem saiba algum dia você tenha um retrato na parede o parabenizando por ser o funcionário do mês. Enriqueça o seu chefe e viva para pagar as prestações de suas dividas. De certa maneira me sinto até orgulhoso por não estar seguindo estes padrões que para você pode parecer bobo, mas quem tem mais chances de se dar bem, arriscar, criar algo novo e ser dono do seu próprio nariz? A galerinha que segue o padrão ou quem se impõe contra essa “burretização” da sociedade.

   A padronização é uma coisa inaceitável para mim, tenho colegas de trabalho que se fosse necessário para não perder o emprego dar a bunda eles dariam de tanto medo que tem de irem para o olho da rua. Mas e ai?

   Trabalhando com a hipótese de o seu chefe pode te mandar embora quando ele bem quiser ou simplesmente quando acordar de ovo virado, não se deixe levar pelos padrões e seja o seu próprio chefe. A certeza que tenho é que não vou servir a atual empresa pelo resto de minha vida, até mesmo por que sei que uma chance de promoção é quase zero (agradeço a oportunidade e serei sempre grato, mas quero fugir desse padrão de acomodação, mereço ser maior e a oportunidade de ser maior) tenho um plano que espero que de certo ao final do curso e se não der também tenho certeza de que não vou ficar parado por que o meu passado é a comprovação de que estou sempre buscando coisas novas e não vou parar. Felizmente estou percebendo que cheguei naquele estado de acomodação e percebi que não existe a mínima chance de promoção ou seja, não há mais motivação para  continuar além da possibilidade de mudança no futuro.

   Procuro fazer tudo que tenho chance para não ser mais um daqueles velhos que ficam dizendo que não tiveram oportunidades na vida ou que  ficam se lamentando por não terem feito o que gostam ou por não terem sido quem queriam, quebrar a cara faz parte da vida e se eu quebrar a minha pelo menos vou poder dizer: Eu tentei!


   Acho que o ultimo paragrafo é um bom final mas não posso deixar de dizer que vou continuar sendo do meu jeito e espero voltar aqui depois de alguns anos para dizer que as coisas deram certo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário