domingo, 30 de agosto de 2015

PROFESSOR (a)

Professores, normalmente você os ama ou os odeia seja na escola no cursinho ou na faculdade é impressionante a quantidade de professores chatos e espíritos de porco que tem por ai, já tive professores muito bons no ensino médio, que realmente gostavam do que faziam, eram apaixonados pela matéria e transmitiam aquilo com gosto, o que acabava gerando interesse na galera, mas também tive por exemplo uma professora de química que tinha reprovado no exame pratico da CNH nada mais nada menos do que 5 vezes, e tem mais, olha só que exemplo magnífico essa Brasileira dava aos seus jovens alunos naquela época, ela ia de carro para a escola, era a professora vida loka. Alem de não ter controle sob os alunos, a aula era literalmente uma zona.

Na faculdade os professores gostam muito, muito, digo e repito, muito,muito e muito da famosa aula interativa (dinâmica), que exige a participação, elaboração de grupos para debate e outras besteiras que não vão te ajudar nada no dia da prova, no dia da prova você não vai poder debater com o colega a resposta de determinada questão, por que isso chamam de cola! sem contar que quando os grupos são formados tudo é discutido, menos a matéria. A aula interativa é uma desculpa para o professor que já esta de saco cheio de tudo e todos caminhar pela sala e falar uma pá de merda sem sentido com os alunos, isso quando não fica jogando paciência no laptop.

Alguns professores fazem uma aula bem interessante, mostram vídeos, dão exemplos reais e contemporâneos, fazem a aula ser muito interessante, mas em compensação alguns ao invés de dar 4 horas de aula dão 2 horas, as outras duas ficam com essa balelinha de dinâmica de grupo. É muito importante realmente a pessoa saber se relacionar, posicionar,debater, discutir , convencer e tudo mais, mas tem limite, não precisa fazer isso em TODAS as aulas.

domingo, 9 de agosto de 2015

Talking to Papa


Toma essa


Clique na imagem para ver no tamanho original

TIPOS DE URINADAS


Clique na imagem para ver no tamanho orginal

No Control

Quem nunca passou por uma situação constrangedora? Acredito que todo mundo já tenha passado por isso, a famosa gafe ou pagação de mico, pois bem aconteceu comigo.


Era começo da semana mais precisamente segunda-feira, tive que ir ao consultório dentário para fazer manutenção do meu aparelho, como sempre cheguei, peguei uma senha, esperei, fui chamado, paguei a mensalidade, marquei a próxima consulta e fui em direção a sala de espera esperar pelo atendimento, até que foi rápido devida a chuva que caiu naquela semana que inibiu certas pessoas de saírem de casa e fazerem o que sempre fazem. Durante alguns segundos me peguei olhando a sessão da tarde estava passando um filme ruim pra caramba de uma espécie de super herói mosca, quando fui chamado.
Quando ouvi sua voz proferir meu nome, me levantei peguei minha mochila e fui em sua direção, a olhei fixamente nos olhos para cumprimentara-lá e fui a caminho da sala de atendimento, me sentei, ela deitou aquela cadeira e me perguntou se estava fazendo restauração ou algum outro tratamento, eu a disse que não, então ela falou que estava me cuidando e  viu que eu estava ali a um tempão...
Notei que quando estava escolhendo a cor da borracha do aparelho ela me olhava fixamente, escolhi finalmente a cor e então ela começou o processo de troca das borrachas, conforme ela falava com sua voz suave: - Vira pra mim, e massageava meu rosto com suas mão ( tá isso é mentira) eu não me contive e tive uma ereção, é uma ereção, sabe quando tu vê que tá vindo, sente que a mangueira esta enchendo, e começa a pensar em algo desagradável só para baixar ou conter, é ...
Já estava quase 80% das borrachas trocadas e só pensava na hora que aquilo ia acabar, e se ela percebesse, poderia se sentir orgulhosa ou até mesmo assediada, ainda mais que a calça que eu vestia estava apertada, sendo que de tão apertada não consegui nem por minha carteira no bolso traseiro como faço de costume, tive que por no bolso da frente que também exigia certa habilidade para tirar e por a carteira.